quarta-feira, dezembro 21, 2011

Processo Pós Operatório III - Jeancarlo Minuzzi Vicenti


Perseverança e Força de Vontade
Olá amigos e leitores do experiência bariátrica! Peço desculpas pela demora em postar um novo post, mas estava esperando algumas novidades para dividir com vocês. Bom, está quase chegando a hora de passar da dieta líquida para a dieta pastosa. Dia 16/12 fui a Santa Maria para meu primeiro retorno após a cirurgia, consultei com o Dr. Glauco e com a Drª Luciana (Nutricionista), não consegui horário com a Drª Betania (Psicóloga) o que foi uma pena, pois gosto muito de conversar com ela. Quanto ao Dr. Glauco, está tudo bem comigo, me recuperei muito bem, posso deixar de usar o Nexium, que é um medicamento que utilizo em jejum para diminuir a produção de suco gástrico e consequentemente acelerar a cicatrização interna. Em contra partida terei que fazer uma injeção de Citoneurim 5000 por mês, durante 6 meses, inicialmente. Esse medicamento é a reposição de algumas vitaminas + vitamina B12. Terei que tomar também Vitaminerals Plus, um comprimido por dia, reposição de minerais. Mas é tranqüilo, minha primeira injeção foi no dia 17/12 e o medicamento começo a tomar no dia 25/12. Quanto a Drª Luciana, ele me liberou para a dieta pastosa a partir do dia 25/12, não vejo a hora de poder comer alguma coisa. A dieta pastosa tem um monte de coisa legal para comer (arroz, feijão, carne moída, leite, batata, macarrão, beterraba, queijo minas, polenguinho, requeijão, atum, frango desfiado, risoto, purê, ovo molinho, bolacha água-sal, pão torrado, iogurte, água liberada, suco, entre outros alimentos).

quinta-feira, dezembro 08, 2011

Após Perder 250 kg, Britânico Luta Contra Excesso de Pele!



Quando era chamado de "o homem mais gordo do mundo", mesmo as tarefas mais simples eram um desafio imenso na vida do britânico Paul Mason. Mais de 200 kg mais magro após uma operação para redução de estômago, os desafios ainda não terminaram. Mason agora luta para conseguir no sistema público de saúde da Grã-Bretanha uma cirurgia plástica que retire o excesso de pele que deforma seu corpo e o mantém afastado da sociedade. O vício pela comida quase levou Mason à morte. O carteiro britânico chegou a atingir quase 450 kg e passou uma década confinado em sua cama, contando com a ajuda de amigos para se locomover. Nos auge de seu peso, Mason ingeria até 20 mil calorias por dia (quase dez vezes a média recomendada) e gastava em torno R$ 210 diariamente com comida e chocolate, entregues em sua casa, em Ipswich, no sudeste da Grã-Bretanha. Quando tinha 50 anos, Mason conta que mal podia dormir, já que ficava 24 horas pensando no que poderia comer. "Você perde o senso do tempo", diz. "Por anos eu não conseguia dormir corretamente, porque estava sempre comendo. Eu só pensava em como conseguir comida rapidamente", conta. "Eu me assegurava de que tinha chocolate, batata frita e embutidos próximo à minha cama. Chegue em um estágio de vício", diz.

terça-feira, dezembro 06, 2011

Início de Uma Nova Vida!

Olá queridos amigos, leitores do experiência bariátrica. Hoje venho contar, dividir com vocês a experiência pós operatória, mas especificamente, o inicio de uma nova vida. Hoje, fazem 11 dias que me submeti a cirurgia bariátrica, e 7 dias que dei alta do hospital. Parece tão pouco tempo né, mas para quem fez a cirurgia, esses 11 dias são uma boa bagagem de experiência, já que cada dia você descobre algo novo. Sei que ainda é muito recente, ainda permaneço em dieta 100% líquida e ainda tenho 19 dias assim, meu único problema é a sede, sinto muita sede e a quantidade de líquido ingerida não passa de 50 ml de 30 em 30 minutos. Mas precisamos ir nos acostumando, acho que palavra correta é adaptando-se, aprendi algumas técnicas para diminuir a sede, ou seja, faço duas pedrinhas de gelo de 25 ml cada e coloco na boca, uma por vez, deixando que vá derretendo, isso aumenta a saciedade em termos de água. Viu como cada dia a gente descobre algo novo. Quanto a fome, posso garantir, não sinto qualquer sintoma de fome, há sim a vontade de comer, mas que deve ser controlada, sou do tipo que prefiro enxergar e passar vontade do que me esconder para não ver. Sabemos e somos bem instruídos pelo médico e pela equipe dos riscos de se ingerir qualquer tipo de alimento fora das recomendações, portanto nem pensar em fazer aquela "boquinha", os riscos são graves e quando optamos por passarmos por esse tipo de procedimento sabíamos das limitações, por isso é de extrema importância, que saibamos realmente o que queremos e estarmos preparados. Ontem fui me pesar pela primeira vez depois que dei alta e já perdi 8 KG nos primeiros 6 dias. Estou muito feliz, muito feliz mesmo, é o resultado do meu esforço e isso é muito recompensador, tenham a certeza disso. Bom pessoal, por enquanto é isso, com o passar do tempo novas coisas vão surgindo e eu vou colocando aqui para vocês. Se alguém tiver alguma pergunta, por favor fique a vontade. Quem quiser escrever seu depoimento, contando sobre a sua cirurgia, me mande por e.mail, que está em contatos na página principal do blog que terei o prazer de publicar como artigo no blog, melhor ainda se mandar uma imagem junto, nem uma virgula será modificada e os créditos serão dados ao autor do depoimento ou relato no fim do mesmo. É isso aí galera...um grande abraço!!

Autor: Jeancarlo Minuzzi Vicenti

Dr. Glauco da Costa Alvarez

Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica