sábado, fevereiro 25, 2012

Vida Nova - Coisa Maravilhosa!!


Olá queridos amigos e leitores do experiência bariátrica! Mais uma vez peço desculpas pelo longo tempo sem postagens, mas aproveitei as férias para dar uma saída, uma descansada, renovar as energias com alguns banhos de mar e caminhadas na areia. Foram ótimos esses últimos dias, a praia estava ótima e minha alta estima melhor ainda. Há muito tempo não me sentia tão bem na praia, antes parecia que todos estavam me olhando, comentando, talvez fosse coisas da minha cabeça, mas parecia que eu estava sempre chamando a atenção. Dessa vez foi diferente, me senti muito bem, tranqüilo, com a minha auto estima elevada e aproveitei muito. Graças a Deus as coisas estão mudando, depois da minha cirurgia e de já ter perdido uma quantidade de peso considerável e com a minha auto estima elevada a minha vida esta cada vez melhor. Estou conseguindo fazer coisas que antes eram praticamente impossíveis, como por exemplo, jogar frescobol na praia, correr na areia, nadar por um longo tempo, coisas que não fazia há muito, muito tempo. Gente, por mais otimista que eu fosse jamais imaginei que minha vida mudaria tanto em tão pouco tempo e isso é maravilhoso. Só quem passa por isso sabe o quanto é difícil viver com certas “caraminholas” na cabeça, e quando a gente se livra disso, é como se tirasse um peso das costas, literalmente. Bom pessoal,  por enquanto são essas as novidades, em breve voltarei com novos relatos. Quem tiver alguma dúvida ou questionamento, por favor, entre em contato pelo formulário de contato ou pelo e.mail.  Um abraço especial ao amigo Danil de Santa Cruz do Sul, que está com a cirurgia marcada para o dia 02/03, uma sexta-feira, por coincidência a minha também foi em uma sexta. Danil, vai tranqüilo meu amigo, estás em boas mãos (Dr. Glauco) e Deus vai abençoar o teu procedimento. Qualquer coisa que precisar pode contar, estou torcendo por você! Um Abraço a todos...

quarta-feira, fevereiro 08, 2012

Doze MITOS e VERDADES Sobre a Cirurgia da Obesidade!!


A cirurgia bariátrica e metabólica (popularmente chamada de redução de estômago) é reconhecida hoje como um método seguro e eficaz para auxiliar a perda de peso em obesos mórbidos. O aperfeiçoamento das técnicas cirúrgicas, a certificação de médicos especialistas e o credenciamento de hospitais como centros de excelência em cirurgia bariátrica e metabólica estão tornando a prática mais difundida no Brasil e no mundo.
Além disso, trata-se de um procedimento cada vez mais acessível para a população, principalmente a partir de 2012, quando o método menos invasivo, a videolaparoscopia passou a ser coberto integralmente pelos planos de saúde, conforme determinação da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Contudo, muitas dúvidas pairam sobre a mente dos pacientes que têm indicação para o procedimento. Para esclarecê-las, a Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica elaborou uma lista com os mitos e verdades mais ouvidos nos consultórios.

1. "Quem faz a cirurgia bariátrica fica propenso a alcoolismo, uso de drogas ou comportamento compulsivo para compras." 
Mito. 
Não existe nenhuma evidência científica de que, no pós-operatório, o paciente tenda ao alcoolismo ou ao uso de drogas. Quanto à compulsão por compras, o histórico mostra que, ao perder peso, o paciente resgata a autoestima e passa a ter prazer em adquirir roupas e outros produtos de uso pessoal. Pode-se prevenir que esse comportamento se torne compulsivo por meio do acompanhamento psicológico.


2. "Perde-se a mais peso nos primeiros seis meses depois da cirurgia." 
Verdade. 
A perda mais significativa de peso ocorre nos primeiros seis meses. Daí a importância de o paciente ser disciplinado quanto às recomendações médicas nessa primeira etapa do pós-operatório.


3. "Depois de uns anos, o paciente volta a engordar." 
Mito. 
Na maioria dos casos, o ganho de peso ocorre quando o paciente não assume hábitos saudáveis. Adotando uma dieta menos calórica e mais nutritiva e praticando exercícios físicos com regularidade, o paciente consegue evitar o reganho de peso.


4. "Sempre é possível fazer a cirurgia por videolaparoscopia." 
Verdade. 
A cirurgia bariátrica por videolaparoscopia é mais rápida, mais segura e permite que o paciente tenha alta do hospital e retorne a suas atividades mais rapidamente. Somente em algumas situações especiais não é possível realizar a cirurgia pela via de acesso menos invasiva, como em pessoas que foram submetidas a cirurgias abdominais prévias.

quinta-feira, fevereiro 02, 2012

Uma Nova Vida: Jeancarlo Minuzzi Vicenti


Olá queridos amigos e leitores do Experiência Bariátrica. Primeiramente gostaria de me desculpar pelo longo período sem postagens, mas sabe como é época de férias, tirei um tempo para descansar e me afastei um pouquinho do meu único vício, computadores. Bom, mas vamos a assunto que nos interessa, minha nova vida.  Bom, no meu último post eu ainda estava na dieta pastosa, fase que foi superada com tranqüilidade. Logo após a dieta pastosa, comecei a dieta branda, que é a dieta de transição para alimentação normal, comecei no dia 09/01 e foi até o dia 23/01, quando comecei a alimentação normal. Mais uma vez, graças a Deus, eu superei com facilidade mais essa fase. Para não dizer que tudo são maravilhas, eu tive um pouco de ansiedade, não por causa da alimentação, mas porque não estava conseguindo acompanhar minha perca de peso, já que a única balança (de uma farmácia aqui de Santiago) que eu me pesava estragou com um raio e eu fiquei um bom tempo sem poder me pesar, o que me causava essa ansiedade e essa angústia, o que é perfeitamente normal. Inclusive comprei uma balança via internet, agora não tem mais problema, posso acompanhar minha perca de peso em casa mesmo. No último dia 20/01 fui a Santa Maria, consultar com as Doutoras Betania e Luciana, Psicóloga e Nutricionista, respectivamente. Conversei muito com a Drª Betania, o que me faz muito bem, na minha opinião esse acompanhamento psicológico é fundamental e de extrema importância. Logo após passei ao consultório da Drª Luciana, para receber as informações sobre a minha nova alimentação, esse é outro acompanhamento indispensável. Vale ressaltar que ambas as doutoras, são profissionais do mais alto gabarito e ainda pessoas maravilhosas, que passam principalmente segurança para o paciente. Eu particularmente tenho um carinho e uma admiração por toda a equipe multidisciplinar do Drº Glauco, são pessoas incríveis. Ah, já ia esquecendo, outro probleminha que tive foi em relação a urinar, estava tomando a quantidade de água indicada pela nutricionista, não tive qualquer tipo de vomito ou algo do gênero que indicasse uma possível desidratação , mas não estava urinando de forma normal. Conversei sobre isso com a Drª Luciana, que ficou um tanto preocupada, pediu que eu entrasse em contato com o Drº Glauco ou mesmo com o Drº Everton, o que não foi necessário, já que quando comecei meus exercícios físicos na academia, esse meu problema se normalizou. Acho que estes são problemas muito pequenos diante do bem que essa cirurgia trouxe para minha vida, hoje estou com mais disposição, com mais auto estima e com 40 KG a menos, o que faz uma grande diferença. Estou me sentindo muito bem, minha recuperação foi maravilhosa e minha adaptação aos alimentos tem sido tranqüila. Bom acho que por enquanto é isso, volto a repetir como em todo o post, quem tiver dúvidas, perguntas ou sugestões, por favor entre em contato, deixando um comentário ou mesmo pelo meu e.mail que  esta na sessão Contatos na página principal do blog, é muito importante essa troca de experiências. Quem desejar ter seu relato publicado no blog, me envie por e.mail, será um prazer publicá-lo. Hoje quero mandar um abraço especial ao meu amigo Danil de Santa Cruz do Sul, outro paciente do nosso querido Drº Glauco. Danil deve se operar em breve, então força meu amigo que vale muito a pena, um forte abraço e que Deus te proteja. Se precisar de alguma coisa, entra em contato. Um Abraço a todos e até a próxima.

Autor: Jeancarlo Minuzzi Vicenti

Dr. Glauco da Costa Alvarez

Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica